TRICOLOGIA

A ESCLERODERMIA AOS OLHOS DA TRICOLOGIA (ramo da medicina que estuda os pelos e o cabelo)



Um dos sintomas da esclerodermia é o endurecimento da pele, o que afecta o cabelo. A fibra capilar fica mais fina e frágil e em certas zonas provoca mesmo a ausência de cabelo (alopécia). O cabelo nasce no bulbo piloso que está na derme do couro cabeludo, ou seja, em tecido conjuntivo repleto de colagénio. Este tecido é o mais afectado pela esclerodermia. Com o desenrolar da doença, o colagénio dérmico aumenta, fica mais rijo e compacta-se, atrofiando assim os bulbos. Desta forma da-se o desaparecimento do bulbo pilosebáceo.
A alopécia é assim um sintoma secundário da esclerodermia que deve ser tido em conta uma vez que tem grande impacto na auto-estima e consequentemente na qualidade de vida.





Catarina Leite

associ

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now